Seguidores

sábado, 8 de janeiro de 2011

O DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM ORAL E ESCRITA DA CRIANÇA DE 0 A 6 ANOS.OS CONTOS CLASSICOS.

A linguagem tem servido de instrumento de estudo em diversas áreas; principalmente na psicologia e na educação. A linguagem tem basicamente a finalidade de comunicação e / ou expressão. Muitos são os seus conceitos e formas, porem veja o que nos diz o site wikipédia:

"... qualquer e todo sistema de signos que serve de meio de comunicação de idéias ou sentimentos através de signos convencionais, sonoros, gráficos, gestuais etc., podendo ser percebida pelos diversos órgãos dos sentidos, o que leva a distinguirem-se várias espécies de linguagem: visual, auditiva, tátil, etc., ou, ainda, outras mais complexas, constituídas, ao mesmo tempo, de elementos diversos. Os elementos constitutivos da linguagem são, pois, gestos, sinais, sons, símbolos ou palavras, usados para representar conceitos de comunicação, idéias, significados e pensamentos. Embora os animais também se comuniquem, a linguagem propriamente dita pertence apenas ao homem.

A respeito das origens da linguagem humana, alguns estudiosos defendem a tese de que a linguagem foi criada a partir de uma comunicação gestual com as mãos . A partir de alterações no aparelho fonador, os seres humanos passaram a poder produzir uma variedade de sons muito maior do que a dos demais primatas."

(wikipédia,12-04-2008)

Ou seja, ao logo do processo histórico do homem e de sua evolução, o homem tem desenvolvido a habilidade do falar e das diversas formas de linguagem. Ao aprimorá-la o homem pode melhor se desenvolver de forma psico-social. Sem falar das suas capacidades neuronais que se desenvolveram.

Para as crianças, a aprendizagem da linguagem oral e escrita é um dos elementos importantes para ampliarem suas possibilidades de inserção e de participação nas diversas práticas sociais e convívio familiar.

A linguagem se constitui um dos eixos básicos na educação infantil, dada sua importância para o desenvolvimento e na formação do individuo, para a interação social, na orientação das ações das crianças, na construção de conhecimentos e no desenvolvimento das idéias.

O professor encontra diretrizes para seu trabalho para o inicio da aprendizagem da linguagem em crianças que freqüentam instituição formais como creches e escola de educação infantil, a partir da Lei de Diretrizes e Bases para a Educação Infantil (RCNEI). Em seu volume 3, às diferentes áreas do conhecimento são oferecidos objetivos, conteúdos e orientações didáticas aos professores e pessoal de apoio que atuam nessas instituições.

No RCNEI tem como objetivo apresentar uma sugestão de releitura dos objetivos da área de linguagem escrita e oral e o que é importante nisso é a retomada da visão do professor: a mudança de comportamento de seus alunos para aprendizagem. A importância de reformulá-los descrevendo em forma de comportamento-objetivo delineando para seu aluno, podendo replanejá-los se for necessário. Dessa forma, todos os professores, de sala de aula regular, ou ainda, de inclusão, poderá se beneficiar dessa forma de planejar objetivos de ensino.

È nesse planejar que a leitura e releitura em suas diversas formas do conto, principalmente os clássicos, é que professor pode trabalhar junto aos seus alunos os domínios da linguagem, em diversas circunstâncias, nas quais às crianças podem perceber a função social que ela exerce e assim desenvolver as diferentes capacidades.

È necessário que a criança ao ser inserida no meio escolar todos os recursos possíveis para a linguagem oral seja estimulados, para que seu repertorio de palavras aumente e ela possa se expressar mais facilmente. À medida que a criança desenvolve a sua oralidade e no contexto escolar utiliza-se da linguagem oral para expressar suas idéias, pensamentos e intenções e também é estimulado aos diversos processos de leitura e escrita, mesmo antes de ser alfabetizado, além do conhecimento do esquema corpóreo ele adquiri subsídios para o conhecimento de si mesmo e do espaço em que ocupa alem do processo para a alfabetização.

Ao associar as diversas leituras de textos infantis e de mundo ao conhecimento do esquema corporal e espacial, a criança passa a associar a importância do seu ser, com a necessidade de se fazer reconhecer através do verbal e da escrita. Começando então na escola através da ludicidade e do aprendizado, a aceitação de suas semelhanças e diferenças, a inclusão de classes e junto a isso a inclusão social de idéias, do ser humano, ato e diversidade de comunicação.

A ampliação da capacidade das crianças de utilizar a fala de forma cada vez mais competente em diferentes contextos se dá na medida em que elas vivenciam experiências diversificadas e ricas envolvendo os diversos usos possíveis da linguagem oral como conteúdo exige o planejamento da ação pedagógica de forma a criar situações de fala, escrita e compreensão da linguagem.

Através do conto O Patinho Feio, buscamos levar as crianças à necessidade de aceitação das diferenças. E que a convivência com o outro por mais que ele seja diferente, não nos faz melhor ou pior que ninguém,e não devemos desprezar o outro seja por sua aparências,dificuldades ou posição social ou econômica.

Vejamos então esse conto,o patinho feio, Hans Christian Andersen:

"O Patinho Feio

(Hans Christian Andersen)

Nenhum comentário:

Postar um comentário