sábado, 30 de abril de 2011


MÃE...A FLOR MAIS BELA DO MEU JARDIM

DRAMATIZAÇÃO
NARRADOR: Era uma vez um jardim onde só existiam flores brancas.
Todos os dias uma linda camponesa, muito preocupada com a beleza do jardim, regava-o com carinho. Sem perceber, ela também regava uma sementinha que tinha um grande sonho:
SEMENTINHA: - Ah! Quando eu desabrochar quero ser a flor mais bela desse jardim!
NARRADOR: O tempo passou e aquela sementinha sonhadora tornou-se uma flor branquinha como as outras.
Muito observadora, a florzinha ouviu uma conversa muito estranha entre as outras flores.
FLORES: - Ah, já estou cansada de ser branca!
- Eu também...
- Eu também!
- Já sei! Vamos ganhar o mundo e o colorido que nele existe?
Vamos!

NARRADOR: A primeira florzinha subiu o mais alto que pôde, chegou bem perto do Sol e de lá avistou lindas abelhinhas, todas bem amarelinhas e desejou também ser uma flor amarela.
(Dança o Maternal vestido de abelhinha)
NARRADOR: A segunda florzinha foi parar em meio às matas lá encontrou grilos e ficou verdinha.
Já a terceira florzinha viu lindas joaninhas e escolheu ficar toda vermelhinha!
(Dança o Pré I representando os grilos e as joaninhas)
NARRADOR: A quarta florzinha, muito esperta, viu um belo arco-íris e, logo abaixo, notou que muitas borboletas e pássaros coloridos voavam. Encantada com tanta beleza resolveu que seria colorida como eles.
(Dança o Pré II representando os pássaros e as borboletas)
NARRADOR: Como o cair da noite, a quinta florzinha maravilhou-se com a cor negra que a acompanhava e com as reluzentes estrelas. Resolveu então, pegar o brilho das estrelas e resplandecer como elas.
(Dança o Pré III representando a noite e as estrelas)
NARRADOR: Depois que conseguiram ficar bem coloridas, as flores saltaram de alegria e para comemorar decidiram cantar e dançar junto aos jardineiros que trabalhavam ali perto.
(Dança o 1º ano representando as flores e os jardineiros)
NARRADOR: As flores belas e agora coloridas resolveram voltar para o jardim.
Assim que chegaram perceberam que ainda havia uma florzinha completamente branca, ela não procurou uma nova cor. Então, todas começaram a contar as aventuras que viveram em busca de cores novas para sua pétalas e iniciaram um monte de perguntas.
FLORES: - Por que você não foi junto com agente?
- Foi tão legal!
- Veja como estamos bonitas e bem coloridas!
FLOR BRANCA: - É realmente vocês estão lindas! Mas não me preocupo com as cores, o que eu mais queria era me tornar uma flor e isso eu já consegui!
NARRADOR: As outras flores acharam um absurdo e começaram a sussurrar, dizendo que aquela florzinha era muito sem graça.
De repente, um grande alvoroço aconteceu entre as flores coloridas.
FLORES: - Vamos fazer uma pose... Estamos recebendo uma visita!
NARRADOR: Sem nem ligar para a flor que ficou sozinha e triste, todas só queriam mostrar suas belas pétalas, pois a linda camponesa voltou ao jardim.
O que elas não sabiam era que a camponesa procura a flor exalava o mais doce perfume e que por ser totalmente branquinha se destacava em meio as coloridas.
CAMPONESA: - Nossa de onde vem este perfume?
- Já sei! Só poderia ser da única florzinha branca e linda que existe neste jardim.
- É dela que eu vou cuidar até o último suspiro.
NARRADOR: Entre tantas flores no jardim, Deus preferiu escolher você.
Ele não olhou para a sua cor, para a sua condição social. Mas tinha certeza que você semearia união, apoiaria o filho que desanimou, ensinaria o que é o amor.
Ele sabia que você daria aos outros alegria de viver.
Ele poderia escolher outra flor, mas preferiu contar com você pra ser a minha MÃE!
(Todas as crianças cantam a música Pensando em você)

Nenhum comentário:

Postar um comentário